18 novembro 2007

Dizimem as finanças entregando o dízimo à IURD!

"Você que tem 200 dólares, 100 dólares, 500 contos, 100 contos, mil meticais, pode vir entregar no altar de Deus. Talvez você não trás dinheiro agora, mas tem aí o seu livro de cheques, pode passar o seu cheque, não tem problema que Deus vai-lhe abençoar (…). Quem quer ser empresário tem que fazer um sacrifício, um desafio. Se você tem um automóvel, vende o seu automóvel e dá todo o dinheiro a Deus e você vai ver que Deus vai-lhe abençoar. Deus vai-lhe dar 3, 4, 5 carros. Talvez você tem duas casas, vende uma casa e entregue a Deus o dinheiro. Se você tem um terreno onde você pensa em construir uma casa para você morar, vende esse terreno e Deus vai-te abençoar grandemente (…) Quem quiser prosperar na vida, quem quiser ter um bom emprego, ganhar dólares, ser director de uma empresa, etc., tem que fazer isso. (…) [poucas pessoas dão, o pastor impacienta-se]. Meu Pai, o diabo está amarrando os corações da pessoas. Tira o diabo do nosso meio! Tira o medo, a vergonha dessas pessoas! Dá-lhes a vontade, o desejo de ofertar, meu Deus!" - grita um pastor da Igreja Universal do reino de Deus numa casa de culto na Beira.
As pessoas não dão, não podem dar, não querem dar o dízimo, quando "o maior mandamento de Deus é dar ofertas"?
"Deus amaldiçoa as pessoas que não dão o dízimo e as ofertas, porque estão a roubar a Deus. Por isso ele amaldiçoa através de doenças, pestes, guerras, fome, seca, cheias, etc.!"
Que se dê o dízimo e tudo correrá pelo melhor na vida. O que é fundamental é ter autodeterminação.
"A autodeterminação é importante, minha gente. Muitos de vocês querem ou não querem dinheiro?" - remata um pastor numa casa de culto em Maputo.
(registos escritos de intervenções de pastores da Igreja Universal do Reino de Deus feitos por Raul Vilanculos e Vanessa Plínio, assistentes meus num trabalho feito, com outros, há cinco anos atrás).

5 comentários:

Unknown disse...

Sem querer ofender os profissionais de fé, pela dscrição aqui feita, acho que o dízimo é mesmo para dizimar as finanças dos crentes hipnotizados pelo desejo de alcançar a fé e benção devina.
Jesus não determinou de forma directa que o dízimo seria uma obrigação aos crentes, as ofertas eram segundo as posses da cada um. Estas ofertas devem ser usadas na manutenção do templo, missões, meios de comunicações, mas, principalmente no auxilio aos irmãos mais carentes, ligados ou não à denominação.

Carlos Serra disse...

Um problema, sem dúvida.

Anónimo disse...

Se "o maior mandamento de Deus é dar ofertas", então não se deve exigir aos crentes (hipnotizados) para darem valores e moedas pré-definidas. Os crentes vão à IURD em busca de "bem estar, riqueza e prosperidade financeira", em princípio, então, como exigi-las a entregarem o terreno onde pretendem construir a sua primeira casa, o carro, a casa? Não se lhes está a tirar a riqueza?
Caros leitores se prestarem atenção a peça objecto deste comentário perceberão que todos os bens devem ser vendidos e o valor, este sim, deve constituir o dízimo. Será isso por acaso? Deus todo poderoso precisa de tanto dinheiro assim? Não estamos em face duma Igreja cuja gestão é empresarial, onde o lucro é a meta? Efectivamente, "dizimem as finanças entregando o dízimo à IURD". Qual é o papel de uma Igreja?
Sem querer ofender a ninguem!

Therere

Unknown disse...

Anónimo é verdade, mas como será que estas igrejas evangélicas interpretam o conceito de dízimo? Pela descrição da mostragem original julgo que interpretam de uma forma dizimista( no sentido de dizimar). Pelo que as escrituras sagradas dizem, o dízimo corresponde a décima parte dos meus ganhos.não faz sentido que eu consiga um terreno com "a benção de Deus" e o volte a entregar como dízimo..será que irei receber mais 6 terrenos em troca? Não estou a questionar os milagres devinos, mas sim ao dizimistas...estes que devem rever as formas de dizimar as finanças sem por em causa a sobrevivência dos próprios crentes." Amen pessoal"

janiomartinscantor@hotmail.com disse...

Dizimo: 10% Um mandamento divino, não istorquir, forçar, porem Jesus
ao se encontrar com o jovem rico
Ele não só pediu 10% e sim 100% leia o texo: Uma coisa te falta vai
e vende tudo, tudo o que tens e dar
aos pobres, e ai? procuremos andar
de acordo com o que Cristo quer
na realidade Deus é o dono de todos os teus bens,lhe custa entregar 10%? não sou da IURD porem
vcs tem visto quantos milhares tem saido das drogas, dos homicido, da prostituição,ainda vou mais alem o governo deveria participar com a sua colaboração ou seja dizimar pelo fato de ter evitado de gastar com outros inúmeros presídios,e orfanatos e internatos exatamente porque houve transformação nas vidas se uma alma não custa nada para voce, para Deus uma alma é muito valiosa, vale mais uma alma do que o mundo inteiro que não se converteu. Que Deus te abençõe