Blogue seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Olá, sejam bem-vindas e bem-vindos a este espaço, diariamente renovado desde 2006.Sintam-se bem e regressem sempre. Índico abraço.
Myspace Layouts
<div style="background-color: none transparent;"><a href="http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget" title="News Widget">News Widget</a></div>

05 Outubro 2008

Maputo: mulheres de pele clara são mais bonitas?

Serão as mulheres de pele clara consideradas mais bonitas do que as que têm pele escura? Bem, de acordo com a RTP, o psicólogo moçambicano Vera Cruz, em colaboração com a Universidade de Paris, fez ouvir 500 crianças com idades entre os 4 e os 11 anos em três escolas primárias da província de Maputo (duas na cidade de Maputo e uma em Boane), 258 do sexo masculino e 242 do sexo feminino. À pergunta sobre "qual destas três meninas achas que é a mais bonita?" (as três fotos do teste representavam exactamente a mesma menina, vestida e penteada da mesma maneira, apenas as diferenciando a cor da pele), 88 por cento das crianças escolheram "a menina branca", 25 por cento "a menina mista" e apenas 12 por cento a "menina negra". De acordo com o psicólogo, "A associação da cor branca a elementos como a paz, pureza e doçura e da preta como de algo triste e diabólico, entre outros veiculados pelas ideologias da dominação colonial, ajuda a esclarecer a preferência por uma cor em detrimento da outra". Leia o texto completo aqui.
Observação: aqui está um estudo susceptível de provocar debate pela natureza do tema.
1.ª adenda às 21:28: a leitora Melita sugeriu, em comentário, que víssemos, no youtube, este vídeo com o título Who Taught The Black Child Self hatred? e que suscitou, até ao momento em que escrevo, 338 comentários. Aqui vai ele:


2.ª adenda às 23:19: "Cerca de 90 por cento das crianças moçambicanas consideram as mulheres de pele clara “mais bonitas” do que as de pele escura, refere um estudo realizado pelo psicólogo moçambicano Vera Cruz, em colaboração com a Universidade de Paris" - assim refere o Tribuna Popular o estudo de Vera Cruz. Uma generalização errada, pois os resultados do estudo foram obtidos unicamente em três escolas da província de Maputo. Entretanto, creio que o autor do estudo rege o módulo Metodologia de Investigação do Curso de licenciatura em Psicologia da Faculdade de Educação da Universidade Eduardo Mondlane, a conferir aqui. Corrijam-me se eu estiver enganado.

4. ª adenda a 06/10/08: "Branca, preta, híbrida: qual é a cor da beleza na propaganda brasileira hoje?" - eis um trabalho de Ilana Strozenberg para o qual chamo a vossa atenção.

5.ª adenda a 06/10/08, 18:32: Leia este trabalho com o título "A herança pós-c0lonial renasce: os branqueadores de pele e as operações para arredondar traços faciais triunfam na Ásia e na África".

6.ª adenda às 21:28: quais os efeitos dos branqueadores? Leia aqui.

37 Comments:

Anonymous Anónimo said...

seria necessario precisar tb em que ambiente ou circunstâncias foram postas as perguntas e quem as apresentava era de que côr

5/10/08 8:15 da tarde  
Blogger Nyabetse, Tatinguwaku said...

Professor, obrigada por colocar este tema à luz. Tenho lido e escutado o Dr Nai'm Akbar, e posso ver-me como crianca (e nao hoje em dia,) reagindo da mesma forma que estas crianças neste link ( http://www.youtube.com/watch?v=HP2AEGli5OI ).

Beijocas

5/10/08 9:01 da tarde  
Blogger Carlos Serra said...

Obrigado, Melita, já repostei com a colocação do vídeo.

5/10/08 9:31 da tarde  
Anonymous Raul Chambote said...

Professor Serra,

Obrigado por ter trazido o desconfortante tema ao debate. Por causa de encomendas de estudos, alguns academicos, nao sei se assim posso considera-los, relegam o seu papel de pensadores criticos para prestarem um mau servico a sociedade. A dicotomia maniqueista patente no formato do estudo (branco-preto), a exploracao da psicologia infantil (gostar ou nao gostar), a despersonalizacao da psicologia a efeitos meremente esteticos (cor)faz com que o trabalho do psicologo Vera Cruz se enquadre naquilo que chamo de Folclore Intelectual onde a desonestidade e incoerencia academica e patente.

Sem perder de vista a validade do estudo, se e que tem, Vera Cruz e o colega poderiam, incluir um inquerito para os artistas e tentar explorar o tal sentido do belo ou "pele bonita". Os dois psicologos contribuiriam melhor se socorrerem-se da Filosofia da Arte (estetica) e analisar os gostos ou preferencias das criancas Mocambicanas de outra forma que repetir o uso de bonecas evidenciado no youtube.

5/10/08 11:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Existe algum estudo sobre o papel das novelas e a maior parte dos filmes que passa em televisoes mocambicanas na reproducao e da hierarquizacao de cores de pele? Antes de criticarmos o estudo, precisamos le-lo e fazer mais perguntas, alguem tem o estudo do Vera Cruz?

5/10/08 11:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

nao é por ai tb hà que proceder por obter apenas um diploma! e em bricadeira diz-se que so se interessa pelo curandeirismo quem assim quizer se tornar o que nao é sempre verdade mas hà là algo mais elevado por ultrapassar qto ao academismo artistico ou simple vivente mas com visao à longo curso qto à humanidade

6/10/08 12:02 da manhã  
Blogger Carlos Serra said...

Naturalmente que é um tema delicado, tema que, naturalmente também, é de molde a suscitar reacções apaixonadas e apaixonantes. Não me parece correcto acusar Vera Cruz de desonesto. Vamos, entretanto, aguardar a ver se surgem mais comentários. Eventualmente voltarei ao tema, há muito que se lhe diga (a esse e a outros temas).

6/10/08 12:40 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

a simplicidade ou simplificaçao da método em si mostra qto o nivel baixa qdo a ideologia sobe

6/10/08 12:56 da manhã  
Blogger J Francisco Saraiva de Sousa said...

Boa Noite

Sim, este é um tema muito interessante que gostava de abordar no meu blogue, alinhavando uma nova leitura dos dados.

6/10/08 3:02 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Este tema fez-me recordar a minha afilhada, que pergtou porque que eu nao tinha luz na cara. E ela comecou a mudar de opiniao, dps da reacao da familia.

Essas preferencias podem ter sido influenciadas com os briquedos, desenhos que elas vem crescendo.Onde uma crianca ate aos 10 anos por exemplo so brincou com bonecas loiras.

Misete

6/10/08 7:37 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Nao quero concordar com os bloguistas quando questionam a qualidade de um trabalho a que ainda nao tiveram acesso, meramente por nao concordarem com as suas conclusoes. Factos sao factos. Dizer que as criancas consideram peles claras mais atraentes do que as escuras nao leva a inferencia de que a visao numa idade mais adulta eh identica. Em jeito de evidencia, Eu e meus amigos somos da visao que mulher de cor clara (endenda-se mais clara)sao mais atraentes e representam o simbolo de beleza ... e olha que eu sou negro escuro e "adulto" (23 anos). Nenhum de voces esta numa posicao para discutir aquilo que em que eu acredito, mas sim podem criticar a minha crenca e as suas motivacoes. Nao se enganem!!! eu vejo a mulher negra/escura com muito valor, mulher negra - mulher misterio, mulher "aventura". Para mim a mulher negra eh aventureira quando jovem, e forte quando adulta, eh mae (mae do mundo), eh dona de casa, ai ela eh mulher comando - olha como as nossas maes mandam. A cor branca eh sempre associada a paz ... foi assim que eu cresci ... O ceu eh branco, As trevas vermelhas/escuras ... A barbie eh branca (ate que a outros opcoes hoje em dia), Mavokoro escuro ... O pai Natal eh branco, Os actores de novelas e filmes sao brancos, etc, etc ... entao nao eh anormal que uma mente em desenvolvimento processe essa informacao e procure o lado oposto da beleza ... E alguem meteu-nos na cabeca que o oposto de caucasiano eh negro ... uau!!! e que outra opcao tem a crianca se nao a de processa-lo desse jeito.
O sensato seria usar o estudo do Psicologo Vera Cruz e identificar como resolver esse problema de percepcao, numa idade tao ingenua ... sem criar outros males que nao o racismo, ou uma maior deterioracao do valor da cor de sua propria pele.
Mas se a algo que aprendi com aquela Frente que nos fez Independentes, eh que talvez seria ideal ignorar o factor raca (a que o Raul Chambota chamou de dicotomia - existem muitas racas), que em Mocambique nao hajam racas nem tribos, mas sim Mocambicanos.

Laude Guiry

6/10/08 10:18 da manhã  
Anonymous haid mondlane said...

de facto o tema é sugestivo e suscita muitas paixões. concordo com a opinião do último comentador anónimo e gostaria de chamar atenção aos outros.


1 - estamos a falar de um estudo feito que seguiu uma metodologia aceite pela comunidade científica. se acreditamos que algo foi mal efectuado o melhor seria ler e apontar as falhas (entenda-se técnicas) que o mesmo tem.

2 - o estudo não apresenta a opinião pessoal do pesquisador, mas sim aquilo que ele constatou com o estudo.

3 - Prof. penso que se enganou ao referir que o dr Vaz usou crianças acima dos 11 anos. foi o contrário. tratou-se de crianças com idade abaixo de 11.

4 - o uso destas crianças é explicado pela psicologia.

a) elas não respondem tomando em atenção o que o inquiridor quer ouvir (contrariamente aos adultos). daí a máxima: "as ciranças não mentem"

b) os seus gostos refletctem os gostos da sociedade em que se encontram, pois elas introjectam (interiorizam) os valores da sua sociedade

5 - é importante não distorcer o que o estudo diz. o estudo refere que as pessoas têm maior preferência por mulheres de pele clara, não que (de facto) estas são mais bonitas. o autor não discute quais são mais bonitas mas sim a nossa preferência.

o único aspecto que gostaria de apresentar ao autor do estudo é que há uma variável que o dr. vaz poderá ter olvidado. é o facto de es crianças tenderem naturalmente a ser mais atraidas por cores mais claras e vivas. veja-se por exemplo a diferença entre testes psicotécnicos infantis e adultos. os primeiros geralmente são coloridos e os segundos preto e branco.

abraços

6/10/08 12:24 da tarde  
Blogger Carlos Serra said...

Obrigado pelo comenário no todo e pelo reparo no tocante à idade.Já corrigi.

6/10/08 12:40 da tarde  
Blogger Jonathan McCharty said...

Quando vi esta postagem, pensei logo em sugerir que assistissem ao filme Malcolm X e fiquei surpreso ao notar que o video indicado pela Melita, inclui excertos desse carismatico lider da Negritude. O sistema esta' montado para nos mostrar que "branco" e' perfeito! E tudo e' vendido nesses termos! Os estudos feitos nao passam de uma tentativa falhada de legitimar a maquilhacao superabundante no sistema. O Vera Cruz e companhia, podia tambem estudar mulheres brancas adultas, com fotos de homens brancos, mulatos e negros, para sabermos qual e' a sua escolha?
E, em voz baixa, como diz o "savana", sera' que se o Vera Cruz tivesse chegado a conclusao que os miudos de Maputo escolheram as mulheres de pele escura, esta postagem estaria aqui patente?

6/10/08 1:34 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mas Vera-Cruz apresentou só três fotografias? Só uma representando cada raça? Mas como pode tirar essas conclusões? E a menina negra não seria de facto mais feia que a branca para todos os conjuntos de critérios possíveis para todas as raças? É que, a meu ver, em termos físicos há pessoas extraordinariamente belas e extremamente feias em todas as raças.
Não estará o próprio estudo imbuído dos mesmos preconceitos que quer provar?

6/10/08 1:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A meu ver o estudo não pode dar resultados fiáveis. Cada raça tem os seus traços, que devem ser vistos no seu conjunto. Aqui há adulteração, porque se pintaram meninas de outras razas, chegando assum a "tipos" viciados. Era bom, de facto, conhecer-se melhor o estudo, as características e fundamentos da amostra.
A universidade pode ser fiável, mas, mesmo essas, tratando-se de europeias, por vezes são muito paternalistas e folcloristas quanto a estudos africanos.

6/10/08 1:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Se formos ver bem poucos aqui estao interessados nos resultados do estudo apenas lhes interessam o que chamam preconceitos do cientista. Em lugar de perguntarem as razoes das conclusoes perguntam sobre a raca dos pressupostos e ate ja dizem que o Cruz 'e desonesto, que as fotos sao "desonestas" que tudo 'e desonesto, que o video foi orguestrado.Problema nao 'e o que Cruz pensa, mas o que os meninos pensam. Tudo uma salgalhada de nervos a flor da pele.E ha outras coisas torpes que deixo de lado. Quando a pulga esta no nosso corpo dizemos que a pulga nao nos pertence, 'e ou nao 'e?
Sacudu

6/10/08 2:53 da tarde  
Anonymous Boaventura said...

Parece que nós africanos gostamos mesmo de falar tenha fogueira ou não. Quando alguém deixa de falar e faz estudo, logo os faladores fazem como hienas, dizem que a comida do leão é delas, mas que não presta...Olhem, vao Vcs estudar, façam melhor do que ele, deixem de falar de borla.

6/10/08 3:21 da tarde  
Blogger Júlio S. said...

Jonathan, o seu post reflecte o que queria dizer:

O sistema esta' montado para nos mostrar que "branco" e' perfeito! E tudo e' vendido nesses termos! Os estudos feitos nao passam de uma tentativa falhada de legitimar a maquilhacao superabundante no sistema. O Vera Cruz e companhia, podia tambem estudar mulheres brancas adultas, com fotos de homens brancos, mulatos e negros, para sabermos qual e' a sua escolha?
E, em voz baixa, como diz o "savana", sera' que se o Vera Cruz tivesse chegado a conclusao que os miudos de Maputo escolheram as mulheres de pele escura, esta postagem estaria aqui patente?

6/10/08 3:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Professor Carlos Serra tava mergulhado num mar de Razao quando previu reaccoes apaixonantes e apaixonadas ... Eu acho (talvez esteja errado) que seria melhor concentrar-mos naquilo que o estudo pretendia analisar, ao invez que questionar o metodo do estudo, ou a conduta do investigador ... isso eh discriminante em si ... Ninguem duvida da beldade de cada raca, afinal cada pessoa eh uma raca!!! Mas o que se pretende indicar eh o efeito que as condicoes eco-sociais (isso eh uma palavra?!!!) tem em nos como individuos, e como nos faz ver as racas(como um conjunto de pessoa com tom de pele similar), Eu gosto de todas racas, umas parecem mais atraentes que as outras, mas isso nao eh um garante da beleza. Mas amor que eh amor, nao eh determinado pela cor de pele ...

Professor Serra, parabenizar-lo pelo tema ... muito interessante medir reaccoes

Laude Guiry

6/10/08 4:00 da tarde  
Anonymous Boaventura said...

Há muitos fala baratos mesmo nos jornais onde dizem ser académicos, mas quando a gente quer saber o que eles investigaram como fez o Sr Cruz nem uma gotinha de água encontramos, só encontramos suas palavras vaidosas e suas cronicas. Mas eles gostam de gingar a dizer que sao academicos. Vamos mostrem vossos trabalhos verdadeiros de investigacao. Quantos meninos da escolas Vcs ouviram quantas pessoas quantos operários quantas mamanas?

6/10/08 4:28 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Caro Prof. Serra,

O desconfortante tema da Vera Cruz esta trazendo outros temperos no debate. Nao se pode perder de vista as conclusoes a que os pesquizadores chegaram, mas tambem, as pessoas nao podem tomar o estudo como um dado adquirido so porque o Doutor PhD fulano investigou, ou que a Universidade x aceitou. "Todas as coisas sao sujeitas a interpretacoes; qualquer interpretacao que prevaleca num periodo de tempo desempenha a funcao de poder e nao da verdade" (Friedrich Nietzche). Pelo facto de alguem ser PhD nao quer dizer que nao deve ser questionado. Discursos como "ele escreveu o artigo, escrevas o teu", "ele investigou, investigas tu", denota um quadro sombrio de como fomos ensinados a ver as coisas apelando a autoridade. Em Mocambique sabemos questionar a desonestidade e incoerencias de politicos, mas quando se questiona aos academicos, em vez de rever seus trabalhos trazem argumentos esfarrapados de defesa. Ficamos orgulhos quando nossos academicos sao abertos as criticas. E exatamente a mentalidade de fecharmo-nos num circulo vicioso de que "os PhDs e que tem a verdade absoluta" que nos tornamos pouco competitivos em debates lucidos. Vamos falar...

6/10/08 7:12 da tarde  
Anonymous Tóxico said...

...eh,eh,eh só me dá vontade de rir este tipo de debate....
Sinceramente, qual estudo, qual análise ,qual é o objectivo desta postagem?....
Acho aberrante estar-se à volta dum assunto tão representativo das más políticas de educação,essa mesma educação que deveria começar em casa e depois nas escolas...
Tão pequeninas e mesquinhas as mentes à volta das estatisticas a cerca da pele mais bela, simplesmente horrível!!!
Se de facto se apuraram esses valores de opinião,significa que as coisas estão muito mal no respeitante`a autoestima dos cidadãos pretos....
A BELEZA NÃO TEM RAÇA,É SIMPLESMENTE UMA QUESTÃO DE PADRÃO ESTABELECIDO E QUE POVOA AS MENTES MAL FORMADAS!!
Façamos sim uma introspecção e questionemos o porquê de não termos suficiente orgulho na nossa raça,de tal modo que os putos se revelaram anormalmente complexados de sua negritude...
O sexo dos anjos dria de certeza um assunto mais adulto!!!

6/10/08 7:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Interessante é também verificar que em países como o Japão e a China há uma corrida à medicina estética para alterar o tipo de feição e outros aspectos que lhes são peculiares.

6/10/08 7:55 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Alguem sabe onde posso comprar bonecas negras, o canal onde posso ver novelas onde os negros nao sao empregados domesticos, motoristas ou babas e mordomos, ou onde posso ver filmes policiais onde as estrelas sao negras, onde posso ver passarelas com mulheres e homens negros com penteados que ilustrem e realcem a sua carapinha, em Mocambique?

6/10/08 8:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Na esfera mundial, Naomi Campbell é por todos admirada pela sua beleza. Por brancos e negros.
Em Moçambique, no Faces Vodacom, por exemplo, passe a publicidade, há lindíssimas mulheres negras, muitas delas com as suas carapinhas.E homens também.
Nas ruas de Maputo, nas feiras de artesanato, em várias lojas, há bonecas negras, sim senhor. À nossa maneira de fazer bonecas. Já experimentaram comprá-las alguma para os vossos filhos?
Deixemo-nos de complexos e saibamos, com qualidade e dignidade, valorizar e divulgar o que é nosso. Isso é que nos falta saber fazer. O reconhecimento virá depois, com certeza.

E, já agora, quem não sabe que as trancinhas à maneira africana(que sempre ficam melhor em carapinha ou em cabelos frisados), são apreciadíssimas (e caríssimas) na Europa?

6/10/08 8:29 da tarde  
Anonymous Tsin Tsi Va said...

Sinceramente, este tema nao consegue me suscitar nada além de, talvez, repúdio...

Não consigo dar tanta importancia à cor de pele de um ser humano, e sendo assim, geralmente ignoro esses debates...

Ve fantasmas quem quer ver, e dá importancia a raças quem quer dar. Cá por mim, o ser humano é "igual" em todo o mundo e estar a dar tanta importancia a isso, acho uma perda de tempo...

Pensem Nisso
Tsin Tsi Va

6/10/08 10:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Refiro-me a este comentario:

"as pessoas nao podem tomar o estudo ocmo um dado adquirido so porque Doutor Phd fulano investigou"

Concordo com a opiniao, mas eh igualmente errado correr para a conclusao de invalidade das inferencias da investigacao ... eh insensato. O correcto eh testar as conclusoes do cientista, por meios cientificos, e depois aceitar ou rejeitar as conclusoes ... mesmo que seja com uma amostra menor. A critica sao se deve fazer baseado em mera opiniao, mas por uma analise empirica.

Tambem disse "Ficamos orgulhosos quando nossos academicos sao abertos as criticas"

Mais uma vez, concordo ... Eu tambem gosto de entrar numa discussao construtiva, pois isso melhora a minha capacidade dialectica e expoem-me a novos horizontes. Certamente tal discussao tem mais valor quando a pessoa com quem tal argumento eh travado investigou a materia apriori - nao vai ele aparecer com pura opiniao e argumentos contundentes - digom a pessoa tem que estar "abalizada" na materia senao acaba ofendendo, como muitos o fizeram com o psicologo Vera Cruz. "Imaginem o Roger Federer numa partida de Tenis contra mim ... nao ha emocao para nenhuma das partes"

Existe uma necessidade de melhorar a auto estima do Mocambicano a todos niveis. Aqui professor Carlos Serra infere-se a auto estima deteriorada a nivel de beleza ... mas eu ja fui exposto em outras esferas, muito piores em relacao a discutida aqui no blog ... passo a citar: "O homem negro eh intelectualmente menos desenvolvido do que o homem branco"; "O homem negro nao foi feito para governar" ... esses, Professor, sao estereotipos patentes em varias sociedades no mundo ... o que devemos fazer nao eh murmurar ou apresentar premissas contrarias, mas sim desenvolver solucoes para mudar/eliminar tal mentalidade das pessoas que a detem, por meio de accoes e educacao ... mostremos ao mundo que "Cada pessoa eh uma raca"

PS: Professor, perdoe-me pelos longos textos, e/ou se desviei-me do topico

Laude Guiry

7/10/08 8:20 da manhã  
Blogger JPT said...

Interessantissimo. O psicologo (de quem não li o estudo nem vi notícia) indaga representações, os jornalistas "traduzem-lhe" conclusões para a sua linguagem. E ele e sua classe profissional são de imediato atacados por produzirem essa e outras representações (claro que as produzem, mas não me parece que este seja o palco) - muitas sensibilidades "à flor da pele", seja lá qual for a cor

7/10/08 10:04 da manhã  
Blogger Carlos Serra said...

Pois é, a cruz do Vera Cruz. farei postagem especial.

7/10/08 10:37 da manhã  
Blogger Carlos Serra said...

Ó Laude, por favor não se preocupe com o tamanho do que escreve, escreva sempre.

7/10/08 10:51 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Professor Serra,

Essa da "cruz do Vera Cruz" fascina. Que Vera carregue a sua cruz e nos vamos fornecer suficiente insenso para o cortejo. Aqueles doutores que se convencem que os pretos nao lem; pode-se esconder dinheiro num livro e o encontra no lugar deixado, terao de mudar o paradigma. Vamos ler os livros deles, suas investigacoes e mostraremos a pequenez e insignificancia das suas teses doutorais. Vamos comecar a contestar a preguica dos nossos doutores que sobrecarregam os estudantes universitarios com inqueritos para suas consultorias enquanto escondem material didatico nos sovacos. Vera Cruz precisa renovar-se e esta cruz podera ajudar. Certamente que suas ideias desaparecerao mesmo que insistam que as pretas nao sao bonitas. Alias, no Sounds of Freedom, a colecao de filmes que apresenta o julgamento de Steve Bicko, um dos simbolos da resistencia negra Sul Africana, desafiava o juiz no tribunal dizeno que nao via pessoas com pele branca na Africa do Sul, mas com pele rosada, qualquer coisa de cor de rosa. Existem mesmo pessoas pretas? Existem mesmo raca branca ou nos ensinaram assim? Esse e o discurso que anda quando se discute Zimbabwe. Ouvimos dizer white farmers and black peasants. E o efeito boomenrang do trabalho de Vera Cruz. Vera, carrega a sua cruz pois tambem tenho a minha.

7/10/08 7:16 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Peço a Vossa Magnificência que dê o obséquio de traduzir para os meus pobres miolos o conteúdo de tão alta escrita que lhe parabenizo. Espera deferimento.
Sacudu

7/10/08 8:03 da tarde  
Anonymous Lúcia said...

Tenho sangue alemão, nacionalidade brasileira, caucasiana, filha de pai e mãe alemães, neta de avos alemães.
Sou mulher branca e me sinto atraida unicamente por homens caucasianos com a pele da cor da neve.
Os homens brancos são os mais bonitos que existem em toda a face do planeta Terra. Sem hipocrisias, sem falsidades e sem medo de ser criticada eu vos digo o que eu sinto de verdade. E a verdade é que eu amo os homens brancos. Homens caucasianos são lindos.

Quero conviver apenas com gente da mesma raça que a minha portanto fiquem longe de mim.

17/1/09 10:33 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mila disse....
È um prazer trazer este Tema ao público, episódios semelhantes não faltam sobretudo quem é africano e vive na Europa, assim como dos nossos parceiros homens, o neoliberalismo e suas manifestaçções imperiaistas e até neonazis. Ja quando pequena ouvia os ms primos a dizerem quero aquela mulher clara como um tomate ( ni lava aolé who bilivila ungaco schimate).
O tema é deveras importante serve para alertar/despertar atenção aos fazedores da política, em àfrica temos poucos livros científicos como temos oucos cientistas, mas grandes pensadores podemos investir na temática de educação e ensino, é nos livros do ensino básico e pré esclar e médio que devem aparecer os nossos ídolos sem distinção do género, onde os nossos líderes carismáticos, a Mulher, sobretudo as nossas pioneiras e pioneiros, espelho da imagem da Moçambicanidade e orgulho da África e do mundo. Samora Machel, Eduardo Mondlane, Carlos Serra, Graça Machel, Salomé Moiane, Marcelino dos Santos, Deolinga Guezimane, Marina, Gertrudes Victorino, Pachinuapa, Marcelina Chissano , Alberto Chissano e muito mais. ( os nossos herois vivos merecem...)

15/2/09 5:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oi prof...
Sou apenas uma curiosa com alguns pequenos projectos na área de História soube que esteve cá em Portugal espero que ainda estejaassim gostaria de ter outro contacto mais directo com o professor. sou Licenciada em História e a terminar o Mestado em Serviço Social e Política Social.

Mas não tive oportunidade de participar no evento por estar a participar num congresso europeu da OIT.

Se não for incoviniente agradeço que me contacte.

15/2/09 5:06 da tarde  
Anonymous esperanca said...

a cor clara atrai. isso e facto. ainda mais quando crianca . mas temos que concordar que existem umas negras e tais. se assistimos uma novela e esta la uma bela mulata ou negra como a tais araujo, as mulatas brasileiras, cabo verdianas. nas criancas acontece, mas nos adultos sabemos que a verdade nao pode ser um dogma . elas sobressaem e sao mais lindas que as brancas. o fisico e os tarcos contam e beleza leva a varias interpretacoes, sensual, angelical, sexy e por ai. crianca nao sabe disso e baseiar-se nas criancas para tratar de beleza e caotico. quero perceber parece mais filosofico que sociologico...

17/3/11 2:10 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home