25 maio 2008

A cabeça e o jeitinho do Moçambicano (1)


Uma curta série, inspirada no livro com a imagem em epígrafe, já na sua quarta edição. Aguarde. Clique duas vezes com o lado esquerdo do rato sobre a imagem para a ampliar.
Nota: leia o que um jornal aparentemente conservador, o "Estadão de hoje", escreveu sobre o livro. Para uma crítica alicerçada no conceito de elite, confira aqui. Para se inteirar de uma grande satisfação à direita, mesmo à direita, leia aqui nesta revista amada pelas elites brasileiras.

11 comentários:

intimidades disse...

Ola espero que tenhas gostado da estadia no brasil, eu gostei do teu "diario"
Acabei de voltar de Florença onde estive 5 dias a trabalho, e uma cidade linda e inspiradora

Li os teus posts sobre a xenofobia, e parece-me que entre muitas coisas, faltara tambem uma figura autoritaria forte.

Jokas

Paula
tigreza_esp@hotmail.com

Carlos Serra disse...

Obrigado. Escreva sobre Florença no seu blogue.

intimidades disse...

sinm vou fazer isso mesmo. sera interessante procurar fotos para o meu blog que tenham a ver com florenca e com o que escrevo

Jokas

intimidades disse...

como sugerido por si escrevi no meu blog um pequeno texto sobre florenca, a escrita nao e o meu forte mas espero ter conseguido transmitir o que senti

jokas

Paula

Carlos Serra disse...

Óptimo, irei ler!

aut disse...

Sou brasileira e não li o livro ainda, mas, sem querer questionar a seriedade da pesquisa, que aparenta ser mesmo boa, o problema surgido parece ser a apropriação dos seus resultados por uma determinada classe, como mostram os textos nos links oferidos pelo professor. Parece que desejam sedimentar de vez o pensamento de que a 'culpa' pelos males do país é mesmo do pobre...

Carlos Serra disse...

Obrigado pelo seu comentário, que vou absolutamente tomar em conta nesta série. Um inquérito presta-se sempre a muita coisa, de várias maneiras. Mas sobre isso escrevei em tempo oportuno.

aut disse...

Professor, até que o ponto o quadro apresentado pelo livro se encontra também em MZ? Seria interessante se pudesse ser feito esse paralelo, não? E havendo alguma similitude(que imagino não ser pouca), o quanto da herança dos nossos pais comuns haveria? Olha que isso dá pano pra manga, como se diz aqui!

Carlos Serra disse...

Olhe, um resumo dos resultados surge nos sites indicados em adenda na postagem. Tentarei mostrar algo aqui do nosso Moçambique, alguns trabalhos meus têm coisas afins. Aguarde pela continuidade. Obrigado pelo comentário.

Lisa disse...

Tenho a mania de começar sempre pelo fim..seja do que for.E foi o que aconteceu com os seus blogues...1º "Diário de um amante das palavras" e por ai adiante.Já estava a pensar que você tinha desistido de todos....vendo as datas dos Post...
Foi preciso chegar ao"Diário de um sociólogo" para me aperceber que afinal estava errada...Fiquei feliz ao constatar que "Carlos Serra" está vivo:)..
E para concluir aqui vão os meus blogues preferidos:Vida e Lugar dos sonhos...

(Assim enxerto em tudo a doçura dos atalhos)

Lisa:)

Carlos Serra disse...

Obrigado, procurarei retomar tudo logo que possa.