01 julho 2008

Linchado em Quelimane (36ª vítima de linchamento este ano a nível nacional)

Um indivíduo aparentando ter 28 anos foi sábado passado, cerca das 21 horas, linchado por espancamento por um grupo de alunos ajudados por residentes locais, no bairro Samugwe, periferia da cidade de Quelimane, acusado de tentar furtar um celular a uma aluna. A vítima ainda tentou fugir, mas não conseguiu. Consumado o acto, os linchadores fugiram. A polícia tomou conta do caso – informação fornecida hoje via telefónica por um jornalista sediado na cidade de Quelimane. É a primeira vez que um linchamento na cidade de Quelimane vem a público.
Com esta nova vítima, eleva-se para 36 o número de linchados este ano no país em zona urbana e péri-urbana, nos casos publicamente reportados - leia a minha última postagem aqui -, a saber: doze em Chimoio, dez na Beira, dez em Maputo, dois no Dondo, um em Vandúzi e agora um em Quelimane.

4 comentários:

intimidades disse...

os linchamentos acontecem por nao existir uma autoridade visivel???

Jokas

Paula

Carlos Serra disse...

Hum...fenómeno complexo. Dentro de alguns meses farei sair um livro a esse respeito.

umBhalane disse...

Sempre pensei que a "minha" Zambézia passasse incólume desses acontecimentos...

Não sei porquê, é...especial.

E não levem a mal.

Carlos Serra disse...

Tb eu pensei isso...