15 dezembro 2007

Mcelização da Casa Provincial de Cultura na Beira

Acabo de receber da Beira através do poeta Heliodoro Baptista a informação de que a operadora de telefonia móvel Mcel está a pintar de amarelho a Casa Provincial de Cultura, ex-Auditório-Galeria de Arte, património cultural da Beira e do País, com 40 anos de vida , edifício que está a cair aos bocados apesar de estar a cargo do governo de Sofala. Tendes, mais abaixo, uma foto que me foi enviada esta manhã pelo meu correspondente Arune da Beira. Breve sairá nos mídia um trabalho do artista plástico Silva Dunduro opondo-se a tal atitude da Mcel e contando com assinaturas de vários beirenses. Eu juntei já o meu nome e muitos outros virão a terreiro. A Beira está já transformada num campo de batalha entre as cores da Mcel e da Vodacon. Em Maputo a situação é a mesma. Mas chegar-se onde se quer chegar é que não! Porque certamente surgirá a Vodacon a disputar também o espaço de visibilidade do histórico edifício público beirense. E isto enquanto o edifício se degrada cada vez mais, sem qualquer intervenção de direito.

3 comentários:

Nelson disse...

A guerra desenvergonhada desses dois ai já leva uma história. Quem pode ter se esquecido dos "insultos televisivos" disfarçados em publicidades? A beira vai parecendo realmente uma caixa de lápis de cores que infelizmente só tem duas cores, que triste...
Na altura que se discutia a questão das bandeiras pensei se não era altura de se pôr um ponto final a essa coisas de azul amarelo por todos os cantos...
Sejam bem vindos os patrocínio, as "responsabilidades sociais" enfim mais haja balizas definidas, haja quem as defina para os dois "beligerantes" antes que até nós sejamos obrigados a andar de uma ou outra cor, oque aliás já o fazemos sempre que pegamos um autocarro desses novos da china que já não ostentam as cores da TPB mas levam um berrante azul ou amarelo...
Vamos ver onde paramos com isso...

Carlos Serra disse...

Sim, vamos a ver onde isto vai chegar. Parece que ninguém se está a perturbar lá no Olimpo com a transformação do país no mundo das duas cores.

Wetela disse...

Provavelmente no próximo ano teremos as cores da MTN na ribalta. Muitas empresas servem se das cores como forma de comunicar com os seus clientes. A coca cola é um exemplo,quantas barraquinhas e traillers da coca cola temos em cada uma das nossas esquinas? Ainda que não venha lá escrito "coca cola" a cor vermelha está lá patente. Nos últimos tempos as duas operadoras tem se degladiado na ocupação de espaços públicos para a pintura do Azul ou Amarelo. No mundo do marketing as balizas parecem constituir um grande obstáculo pois quanto mais espaço melhor e maior são as chances de conquistar os seus clientes...