O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2017 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

21 março 2015

Dhlakama e a produção de espectáculo (3)

Terceiro número da série. Vamos a um segundo ponto. O termo populismo é controverso e há pouco acordo sobre o seu significado. Mas talvez seja útil recordar uma posição de Pierre-André Taguieff, a saber: “[...] o populismo, oscilando entre o autoritarismo e o hiper-democratismo não menos do que entre o conservadorismo e o progressismo reformista [...] – não podia ser considerado nem como uma ideologia política, nem como um tipo de regime, mas como um estilo político, alicerçado no recurso sistemático à retórica de apelo ao povo e à implementação de um modelo de legitimação de tipo carismático, o mais adequado para valorizar a "mudança". É justamente porque é um estilo, uma forma vazia preenchida à maneira de cada líder, que o populismo pode ser posto ao serviço de objetivos antidemocráticos não menos do que de uma vontade de democratização” [Taguieff, Pierre-André, L´Illusion populiste, Essais sur les démagogies de l´âge démocratique. Paris: Champs/Flammarion, 2007, p. 9, tradução minha, C.S.]. Voltarei a este ponto. Se não se importam, prossigo mais tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home