O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2017 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

08 março 2015

Destituir a tragédia da sua tragédia

Os argumentos merecem sempre estudo, como os dois que a seguir proponho.
Um bocado aqui e acolá há quem procure mostrar que as manifestações de pesar e de protesto perante o assassinato do Professor Gilles Cistac primam pelo esquecimento da história, primam pela unilateralidade. Em que sentido? No sentido de que outras tragédias, tão ou mais graves, que fizeram e fazem parte da nossa história de sofrimento e tristeza, não receberam e não recebem a mesma aderência, física e mediática. Através desse argumento, destitui-se a tragédia em causa do seu valor integral de tragédia, dilui-se o seu peso na comparação, dá-se-lhe a dimensão do excesso. Nos casos mais veementes, enxerta-se no evento uma coloração racial ou um estatuto social.
Mas não só. Sucede também que há quem atribua a alguns ou a muitos dos que se manifestam o sinete da falsidade, da hipocrisia, do interesse, da maquilhagem. Por outras palavras, quem protesta (seja qual for a forma de protesto), quem demonstra estar pesaroso, é porque quer, de alguma maneira, tirar partido da tragédia, aproveitar-se dela. Transformando a honestidade em desonestidade, esta também é uma subtil maneira de destituir a tragédia da sua tragédia.

1 Comments:

Blogger nachingweya said...

O problema é a fasquia a partir da qual começa a nossa indignação. Pergunto-me ainda se a tragédia de Chitima tivesse acontecido nas barracas do Museu qual seria a agenda de Estado nesse dia. Não duvido que o presidente tomasse posse porque esse acto é a garantia de que não existe um vazio no lugar de maestro. Mas teria havido banquete de Estado?

8/3/15 10:30 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home