O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2018 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

17 março 2011

À mão a comida tem melhor gosto (9)

Mais um pouco desta série.
Escrevi no número inaugural que falta fazer a história dos hábitos, dos gostos, das maneiras,  dos processos de contacto, da gestão do corpo, das classificações comportamentais e das concepções de civilidade em Moçambique, eventualmente algo parecido com aquilo que foi feito por Norbert Elias. Todavia, o que vai seguir-se não é um subsídio directo nesse sentido.
Escrevi no número que comer de garfo e faca era bem mais do que interpôr instrumentos entre a boca e o prato: era tentar vencer o ostracismo colonial, era tentar chegar à dignidade humana. Por isso era preciso, lentamente, socialmente, visivelmente, descolonizar a faca e o garfo, moçambicanizá-los. Isto deu-se especialmente em alguns centros urbanos e nas plantações. O comer cuidado à mesa era e foi uma forma de ficar ao nível do colono, de chegar à paridade com ele, como sucedeu, nas cidades brancas, em núcleos educados pelas missões católicas dos amanuenses locais do regime colonial. E ao comer de garfo e faca juntou-se o falar e escrever português, bem como o vestir de uma certa maneira. Este era um dos caminhos impostos pelo colonizador para que o colonizado atingisse o estatuto oficial de assimilado.
Prossigo oportunamente. 
(continua)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home