O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2017 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts
<div style="background-color: none transparent;"><a href="http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget" title="News Widget">News Widget</a></div>

04 setembro 2015

A encruzilhada da Frelimo e de Nyusi: entre dominação e direcção [6]

Quanto mais os gestores de um Estado investirem nos aparelhos repressivos e na repressão, mais alta será a composição orgânica da política e menor a taxa de lucro político, quer dizer, menor a legitimidade.
Sexto número da sérieQuanto maior for o investimento nos aparelhos repressivos e na repressão, mais alta será a a composição orgânica da política e menor, portanto, a taxa de lucro político, quer dizer, menor a legitimidade de quem gere o Estado.
O que é legitimidade? Legitimidade apela para a crença em algo que é percepcionalmente considerado bom, melhor ou eficaz. A legalidade apela para a crença nas leis, nas normas, no dever ser normado. Uma coisa pode ser considerada legal mas não legítima. E vice-versa. Mais concretamente: legitimidade é o reconhecimento historicamente situado e flutuante, tácito ou declarado, manifestado pelos dominados aos dominantes no sentido de que é suportável a ordem social vigente e reconhecida a eficiência dos segundos.
Um Estado pode ser legalmente instituído, mas não ser considerado legítimo. Quando é que um Estado pode ser considerado legítimo nas percepções populares? Quando os seus gestores, em troca da lealdade que exigem aos cidadãos, são capazes de assegurar pelo menos cinco coisas:
1. Protecção incondicional da vida e da propriedade;
2. Redistribuição da riqueza social evitando assimetrias sociais chocantes;
3. Provimento de qualidade de bens sociais fundamentais: emprego, ensino, saúde, justiça, transporte e reforma condigna;
4. Liberdade de movimento e de expressão;
5. Indemnização sempre que os seus cidadãos forem afectados por actos irresponsáveis e práticas lesivas decorrentes, directa ou indirectamente, da governação.

8 Comments:

Blogger ricardo said...

Muito bem diagnosticado sr. Professor. Muitas vezes o "Estado" esquece-se que so o e porque existem cidadaos. Doutro modo, seria imaginacao.

P.S. Favor verificar o que se passa com o vosso site. Hoje, ao ser redireccionado para o editorial de 2011 do Domingo sobre a madeira, detectei um Trojan Horse embutido num video pornografico que se tentava instalar automaticamente nos meus sistemas. Penso que ja lhe tinha alertado para esse tipo de ataques ha alguns meses.

Penso que isso e consequencia da politica de uso do Blogspot.com, que nao e muito restritiva a sites seguros. No entanto, ha alguns servicos web na "Cloud" que podem ajudar na pre-verificacao dos conteudos, links e gadgets antes da sua associacao a vossa pagina.

Considere recorrer a esses servicos para nao cair no descredito.

Cumprimentos

4/9/15 11:52 da manhã  
Blogger Carlos Serra/Blogue-Diário de um sociólogo said...

Obrigado pela observação concernente à segurança. Os sistemas de segurança Norton e Kaspersky que tenho asseguram-me que o meu blogue está limpo e seguro. Porém, já assim não sucede quando se entra em algo do "Notícias" ou do "domingo", há lá phishing e eu já adverti quem de direito do "Notícias"...Por outro lado, seja qual for o browser usado, mas especialmente com o Mozilla Firefox, certas sites a que queremos aceder surgem "agarrados" a site publicitários. Terei de encontrar a causa ou as causas Vou estar mais atento.

4/9/15 12:12 da tarde  
Blogger Carlos Serra/Blogue-Diário de um sociólogo said...

Agradecia que me dissesse se o fenómeno se repete.

5/9/15 3:41 da manhã  
Blogger ricardo said...

Boa noite Professor,

Infelizmente o problema continua. O ficheiro malicioso e:

hotvideo_0810_1.apk (creio ser uma aplicacao especialmente feita para androids e outros telemoveis inteligentes)

E o botnet e o: TrojanDropper.Shendun.G (variante)

Muito provavelmente o Kaspersky nao o detecta. Para verificar, faca uma consulta a Kaspersky fornecendo os dados que lhe passei e espere pelas instruccoes deles.

Eu posso recomendar-lhe uma outra marca de Anti-Virus mais eficaz (em off). Escreva para o meu e-mail.

5/9/15 6:30 da tarde  
Blogger Carlos Serra/Blogue-Diário de um sociólogo said...

Obrigado. Esse trojan (com variantes) foi anunciado pela Simantec em 2002 com a categoria de risco "very low". Também uso o Norton (2015) e ele não dá conta dele. Continuo a investigar no interior da minha ignorância.

5/9/15 6:41 da tarde  
Blogger Carlos Serra/Blogue-Diário de um sociólogo said...

Esqueci-me de acrescentar que apaguei no princípio desta tarde o ficheiro do "domingo". Dois amigos verificaram que ao entrar nele surgia um portal do género "local de encontros".

5/9/15 6:44 da tarde  
Blogger ricardo said...

Acontece caro professor com sistemas como a Norton e outros que estao "amarrados" a produtos da ORACLE, Microsoft e outras multinacionais que vem lancando regularmente actulizacoes aos seus sistemas operativos/motores de bases de dados. O pressuposto delas e que os seus clientes usam sistema da nova geracao cujos "services packs" ou "patches" ja corrigiram vulnerabilidades susceptiveis de propiciarem a infeccao por aquele tipo de software malicioso em particular, quando uma boa parte dos paises africanos, em particular Mocambique, ainda usam profusamente Windows 2000 Professional/Server, XP e ate Vista.

Ora, com base em pressupostos, a Norton, a McAfee e outras brands antigas e ligadas a Microsoft, etc. retiram da sua lista de ameacas esse tipo de virus que ficam entao "undetected". Uma das vantagens de se retirar virus da lista de ameacas e tornar os motores das bases de dados do AntiVirus mais rapidos, consequentemente, retirando o "peso" de processamento do sistema operativo do cliente. Hoje em dia, com o advento da tecnologias moveis, surgiu o BigData e com ele o numero de virus criados diariamente cresceu exponencialmente.

Eis o motivo por detras da abordagem. E tambem um dos motivos pelo qual cada vez mais as pessoas tenderao a usar servicos em "nuvem" onde toda a seguranca do cliente fica integralmente assumida pelo fabricante do sistema operativo/pacote office no acto da compra da licenca.

Espero que tenha entendido esta pequena explicacao.

5/9/15 7:00 da tarde  
Blogger Carlos Serra/Blogue-Diário de um sociólogo said...

Obrigado, julgo ter entendido. Graças a si já estou a estudar o Big Data e o NoSQL. E é assim que viajo, dos tempos em que os telefones tinham cavilha a estes complexos tempos em que tudo se torna "nuvem".

5/9/15 7:11 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home