O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2018 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

25 novembro 2014

Resultados eleitorais e teses preguiçosas (10)

Décimo número da série. Trabalhando sempre com hipóteses, entro no quarto ponto dos seis pontos sugeridos aqui, a saber: 4. A concepção elitista do eleitor mata-borrão. Uma parte importante do que se diz e escreve nos media transforma o eleitor num papel mata-borrão. O que quer dizer isso? Quer dizer que em toda a sua diversidade - do ser ao fazer, do pensar ao realizar -, o eleitor é literalmente convertido ao conjunto das nossas paixões, das nossas ideias, das nossas teorias e dos nossos prejuízos, é literalmente convertido em entidade amorfa que absorve por inteiro o que dele pensamos e o que queremos que pense. Esse leitor é transformado em tese sem ter sido ouvido. Vou escrever sobre cinco exemplos a esse nível, todos prisioneiros, afinal, do problema de Simmel:
- A tese do eleitor carente de educação cívica
- A tese do eleitor etnicamente teleguiado
- A tese do eleitor prisioneiro da história fundadora
- A tese do eleitor-multidão hipnotizado pelo líder
- A tese do eleitor-estatística
(vide, entretanto, Serra, Carlos [dir], Eleitorado incapturável, Eleições municipais de 1998 em Manica, Chimoio, Beira, Dondo, Nampula e Angoche. Maputo: Livraria Universitária, 1999, pp.43-243)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home