O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2018 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

23 junho 2015

Obediência e desobediência

Creio que os seres humanos são portadores de um capital de obediência formado ao longo das suas diferentes socializações, com aprendizagem e interiorização de regras e de fórmulas de obediência à Ordem. É por aí que se estruturam os veios de identificação e os laços afectivos primordiais.
É como se quiséssemos ser como o Pai e, por extensão, como todos aqueles que simbolizam esse Pai e a sua autoridade: o Presidente, o Professor, o Curandeiro, o Escritor, o General, etc.
Mas o processo está acoplado ao desejo de sermos o próprio Pai (na plural assunção atrás sugerida) e, se possível, de irmos para além dele: é aqui que nasce a ruptura filial e a aspiração a uma nova identificação com a figura do rebelde, do subvertor, do anómico, do produtor de historicidade. Eis, então, o capital de desobediência.

1 Comments:

Blogger Foquiço said...

Daí a setença dos apologistas ao bom selvagem: O Homem nasce bom, a sociedade é que o torna mau. Entretanto,os vários reveses que o privam do seu normal desenvolvimento social podem estar por detrás das causas que o levam a aspirar a ser ele mesmo o Pai, o Presidente... pois, vê neste a principal causa do seu sofrimento...

23/6/15 8:36 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home