O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2016 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts
<div style="background-color: none transparent;"><a href="http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget" title="News Widget">News Widget</a></div>

15 novembro 2016

Um tema

No seu trabalho sobre Mónica e Mafalda, Marcela Tavares de Mello e Pedro Benjamim Garcia escreveram terem partido “do pressuposto que a ideologia permeia e rege os atos não só dos produtores de textos – criadores -, mas também dos produtos por eles criados – criaturas. Foi a partir dessa análise que surgiu a motivação para realizar este estudo que pretende investigar a ideologia presente nos discursos de Mafalda – personagem do cartunista Quino - e de Mônica – personagem do quadrinista Maurício de Sousa - bem como seus modos de pensar e agir no mundo.”
Por sua vez, Alipio de Sousa Filho preocupou-se com ”a abordagem que amplia a ideologia para outras dimensões e esferas da realidade social e humana.”, salientando que ”a ideologia aparece, com toda a sua atividade, nos âmbitos afetivo, cognitivo e psíquico, tornando-se inteligível nas esferas mais profundas de sua atuação.”
Finalmente, João Feijó deu ênfase ao molde político da ideologia, escrevendo que ”Uma vez que todo o contexto social é caracterizado pela competição, pelo acesso a recursos de poder, a produção de conhecimento não deixa de estar condicionada ao contexto sociopolítico envolvente. É neste contexto que se torna relevante analisar as características do conhecimento ideológico enfatizando um elemento que o vem caracterizando ao longo do tempo: a recorrente (re)invenção de um inimigo comum.”
Três admiráveis textos que devem ser imperativamente lidos. [Portal da editora aqui]

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home