O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2016 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts
<div style="background-color: none transparent;"><a href="http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget" title="News Widget">News Widget</a></div>

27 setembro 2016

Dos mortos sem paz e ponto de agenda [7]

Sexto número aqui.  Nos números anteriores procurei mostrar que somos um país produtor e sofredor de guerras, um país de mortos sem conta e sem paz. Falta abordar uma questão muito delicada: constam os mortos contemporâneos (de 1975/76 a esta parte) e a responsabilização social, da agenda de trabalho conducente à paz? Tanto quanto se pode ler na informação alusiva aos muitos encontros da comissão mista [já lá vão 20 rondas negociais], não há uma única referência a esses dois itens. Para a chamada guerra dos 16 anos e para os seus muitos mortos e estropiados, a amnistia decretada lavrou o esquecimento [em grego amnestía significa justamente esquecimento] de quem matou, feriu, destruiu e fez emigrar em massa [recorde o genocídio aqui]. Muito provavelmente e para o período actual, se e quando a paz política surgir nova amnistia entrará em vigor. Se isso acontecer, lá teremos uma vez mais os espíritos enlutados incomodando - segundo a crença popular - os vivos das mais variadas maneiras porque injustiçados com tanta impunidade.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home