O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2016 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts
<div style="background-color: none transparent;"><a href="http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget" title="News Widget">News Widget</a></div>

12 julho 2016

Guerra e hermenêutica das valas comuns em Moçambique [17]

Número anterior aqui. Prossigo o quinto ponto do sumário [recorde-o aqui], a saber: 5. Guerra das trincheiras simbólicas. Escrevi que a notícia sobre a gigantesca e nunca aparecida vala comum com 120 corpos em Sofala e, a seguir, as notícias em catadupa sobre os corpos a céu aberto em Sofala e Manica, deram origem a uma luta, a um conflito de interpretações, a um cerrado despique hermenêutico, a uma dura guerra de trincheiras analíticas. Chamá-las-ei guerra das trincheiras simbólicas. Por um lado, algumas agências noticiosas, alguns jornais, alguns blogues do copia/cola/mexerica e algumas páginas do facebook esforçavam-se na produção permanente de notícias de extrema intensidade necrológica. Por outro lado, o Estado, através de vários canais, esforçava-se por desmentir essas notícias, apenas tendo aceite existirem alguns corpos a céu aberto. Surgiu um verdadeiro conflito de interpretações. Importa saber o que estava verdadeiramente em jogo por trás dos enunciados e das significações literais.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home