O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2017 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

17 junho 2016

Um "pedaço da Índia" em Moçambique

Segundo o "macauhub", a Índia quer construir em Moçambique (e também no Irão) uma "Zona Económica Especial Inversa". O que é isso? Resposta: “Zona Económica Especial Inversa” é, na perspectiva indiana, uma área organizada num país terceiro para abastecer as indústrias indianas de matérias-primas a baixo custo e isentas de direitos de importação, ou seja a constituição de um “pedaço da Índia” num país onde há acesso fácil a matérias-primas." Aqui.
Adenda às 08:53 de 18/06/2016: recorde neste diário esta postagem aqui.
Adenda 2 às 18:32 de 18/06/2016: para um exemplo industrial de iniciativa moçambicana confira aqui.

3 Comments:

Blogger nachingweya said...

"Como se explica que um país rico em grafite é riquíssimo em madeira não consiga produzir um lápis? E como tal país poderá produzir gente que utilize esse lápis?" Está eloquente indignação é atribuída ao escritor Nelson Saute numa recente reunião. Eu subscrevo. No entanto, a resposta está neste conceito indiano. Uma espécie de cooperação colonizante a que muitos dos nossos iluminados chefes aplaudirão e contratarão em troca de não-se-pode-saber-o-quê.
Eis quem somos!x

17/6/16 8:10 da tarde  
Blogger Sir Baba Sharubu said...

Nachingweya escreveu: "Uma espécie de cooperação colonizante a que muitos dos nossos iluminados chefes aplaudirão e contratarão em troca de não-se-pode-saber-o-quê."

MOZ ainda não tem a força naval adequada para proteger os seus quase 2500 KM de costa.
Corrigir esta perigosa lacuna vai levar tempo e custara muito dinheiro. Até la, a India, que tem uma importante força naval no oceano Indico, poderia cooperar na protecção da costa MOZ.

17/6/16 9:31 da tarde  
Blogger ricardo said...

A India esta apenas a ser coerente com os seus objectivos. Muito mais do que a China e o Ocidente o seriam para o mesmo proposito...

Mas a sinceridade por vezes choca.

19/6/16 3:51 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home