O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2017 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts
<div style="background-color: none transparent;"><a href="http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget" title="News Widget">News Widget</a></div>

09 julho 2015

Livros sobre linchamentos no Brasil e em Moçambique

Introdução de um texto de Letícia Duarte sobre linchamentos no Brasil: "Há dois mil anos, em Jerusalém, um homem acusado de perturbar a ordem foi condenado sob clamor público, carregado por soldados, chicoteado com vara, cuspido e alvo de insultos de populares pelo caminho até ser pregado em uma cruz. Era Jesus de Nazaré, que morreu aos 33 anos, seguindo a lei da época." Aqui.
Capa de um livro lançado no Brasil da autoria do sociólogo José de Souza Martins. Parte final de uma entrevista divulgada pelo "El País":
P. O que explica que estes episódios continuem acontecendo no Brasil?
R [José de Souza Martins]. Pelo mesmo motivo que se repetem no Moçambique, no México, na Argentina, na Guatemala... As instituições não funcionam. A Justiça é morosa, é cara, é complicada, é lenta. Você não vai discutir a legalidade do linchamento em um grupo que viu uma criança estuprada por um adulto. Ninguém vai esperar um processo porque já está convencida de quem cometeu o crime. A instituição judiciária no Brasil sempre foi um luxo para quem pode pagar um advogado, para quem conhece as regras. Nós temos duas sociedades, uma que segue as regras do estabelecido e outra que não as segue porque não concorda com elas." Aqui.

Segunda edição no prelo com 477 páginas

Com a chancela da Imprensa Universitária da Universidade Eduardo Mondlane, estará brevemente disponível no mercado a segunda edição do livro com a capa e a contracapa em epígrafe, o qual, na primeira edição, foi publicado em dois volumes, saídos em 2008 e 2009.

1 Comments:

Blogger Sir Baba Sharubu said...

Aperta, Moçambique !

9/7/15 10:46 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home