O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2017 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts
<div style="background-color: none transparent;"><a href="http://www.rsspump.com/?web_widget/rss_ticker/news_widget" title="News Widget">News Widget</a></div>

23 março 2015

Verdademente porque alegadamente

O cidadão Fala O que Viu diz, por exemplo, o seguinte: "Há cobranças ilícitas feitas pelos agentes do Leão que Tudo Pode". Ora, é frequente certos jornais darem a notícia assim: "O cidadão Fala o Que Viu queixou-se de alegadas cobranças ilícitas por parte do Leão que Tudo Pode [...]." Com tanta mania de alegação, alegadamente um dia nada se passou, nada se passará, nada será verdade verdademente porque alegadamente.

1 Comments:

Blogger João Feijó said...

A conjugação do verbo no futuro do presente composto tem de facto essa particularidade de produzir uma notícia com uma fonte não confirmada: "Fulano X terá subtraído a quantia de"; "Fulano Y terá estado no local do crime"; "Fulano Z terá dito que está contra as reformas". Criando a dúvida necessária, o tempo verbal permite que juridicamente não se tenha dito aquilo que na realidade se diz. Grande escudo de protecção.

24/3/15 12:22 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home