O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2018 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

30 março 2014

Qualidade do ensino

Quando falamos de alunos ou sobre eles escrevemos, quando falamos de aproveitamento, de reprovações, de qualidade do ensino, etc., ou sobre isso escrevemos, invariavelmente partimos do princípio de que lidamos com entidades e com quantidades neutras. Por outras palavras, o ensino e todo o seu complexo processualismo são por nós colocados em gavetas tecnicamente tratadas, independentemente das relações sociais e das desigualdades nas quais alunos, ensino e resultados estão insertos. E, em seminários, em debates, em bula-bula informal, com os nossos pontos de vista e com as nossas análises, mais raramente com as nossas pesquisas, decidimos que as coisas estão más ou boas, que as coisas más podem ser resolvidas com determinadas soluções. A psicologização permanente e tecnificada de seres e situações, colocando na penumbra as relações sociais que produzem e reproduzem situações sociais assimétricas, são, quanto a mim, uma das razões, se não a principal razão, por que nós - os analistas, os estudiosos - reprovamos em nossas análises, por que não sabemos ler.

2 Comments:

Blogger Salvador Langa said...

O Prof sabe muito bem que hoje poucos querem saber de "situações sociais assimétricas", na "pérola do Índico" tudo tem luz simétrica.

30/3/14 8:04 da tarde  
Blogger nachingweya said...

Outro dia estava a ouvir o rescaldo das calamidades naturais, edição 2013/2014 na regiao centro do país e fiquei espantado com a quantidade de escolas destruidas. Foi daí que me deu para começar a observar edifícios antigos do Estado e quase que involuntariamente, por onde passei deparei com as construções dos CTT- Correios de Moçambique edificados no tempo colonial.
Há que concluir que a qualidade do que fazemos, autorizamos ou compramos revela a nossa Qualidade de Ensino.

31/3/14 8:33 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home