O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2018 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

27 abril 2006

Modernidade tradicionalizada

Tomemos em conta o mais modesto dumba-nengue da cidade de Maputo. Muitos de nós terão tendência em ver nele, plasmado, o sentido da tradição ou, se quiserdes, das tradições: o do comércio, o do vestuário das mamanas, o dos hábitos rurais, etc. Mas, na verdade, nada nele é tradicional. Esse dumba nengue é a produção diária, constante, de relações tributárias de várias redes de contactos, de negociações, de acordos ligadas à obtenção dos produ­tos, de viagens estratégicas: Suazilândia, África do Sul, desvios dos circuitos locais de produção e distribuição, acumulações de mais-valias periféricas ao nível do Estado, etc. Esse mundo impregna-se, ao mesmo tempo, de reinvenções linguísticas, políticas, corporais, modais, alimentares, etc. Ele é um momento da modernidade. Ou, se quiseredes, da modernidade tradicionalizada.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Certo, nao conheço os “dumba-nengue”, mas segundo o que descreve acho-os muito interesantes, vendo-os segundo a perspectiva da modernizaçao, os indicadores sociais aí estao: mobilidade de bens, a intensificaçao das trocas , as redes de contacto, a circulaçao de informaçao.
Habitos rurais – presuponho deslocamento de populaçoes do meio rural para a cidade, adopçao de novas profissoes, abadono do campesinato.
Acumulaçoa de mais valias perifericas do Estado – presuponho a intensificaçoa e desenvolvimento do mercado informal, criaçao de riqueza.

estou em querer que “dumba-nengue”é ao mesmo tempo consequencia dum processo de de mobilizaçao e de diferenciaçao e integraçao de valores economicos sociais e politicos. Os “dumba-nengue” sao a "cristalisaçao" de uma dinamica de mudanças observaveis ao longo do tempo, que afectam a estrutura ou funcionamento da organizaçoa social duma dada colectividade.

Assim, Eu gostaria de saber se existe uma relaçao entre todas essas mudanças sociais e o aumento do individualismo? Noutros termos sera que o aumeto da “modernidade tradicionalizada”, faz diminuir as redes de solidariedade e entre-ajuda peculiares de Africa? Ou se preferir seguindo o raciciocinio de soeur Emmanuel (artigo de Maio) “ a riqueza isola as pessoas, torna-as desconfiadas, zelosas do seu ter”, assim pergunto, sera que “dumba-nengue”nao engendram o risco das pessoas em Moçambique tornarem –se inumanas e solitárias, como na Europa?

Iolanda Aguiar

13/5/06 3:50 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home